sábado, 27 de agosto de 2016

Jeanneau 64



Visita guiada.
Muitos pés, muito espaço, grande conforto, longas estadias a bordo.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Brazil to Tierra Del Fuego



Viagem de 30 dias num 67 pés até ao fim do mundo ou quase...
Relato de uma viagem a bordo do Challenger, entre Fernando Noronha e Ushuaia, local mítico que todo o velejador aventureiro sonha alcançar.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Viagem do AGENON, actualização

Nazaré, 15h00, 24 de Agosto
ao largo da Foz do Arelho
a 15 milhas de Peniche, 24 de Agosto
Cabo Espichel, 13h00, 22 de Agosto
abastecimento em Cascais, 19h00, 22 Agosto

Viagem do AGENON

Há vários dias que seguimos o seu rumo para a sua nova terra, Leixões!

a caminho de sagres
22/08/2016, 01:05 WEST
Lat. 37.012291 N
Long. -9.013878 W

http://maps.google.com/?z=16&q=(37.01229064,-9.01387805)

e por aí fora...
Mais um amigo da vela (Carlos) que fez um upgrade, chama-se AGENON...
Aqui ficam as fotos e alguns comentários colocados no facebook do nosso outro amigo Camilo também a bordo.
AGENON, bons ventos e bem vindo! Vamos ter festa...

Sines, "e eis que descansam os intervenientes"

Eis que o astro rei ressurge em todo o seu esplendor, em sua homenagem, daqui a pouco nos libertaremos de todas as nossas defesas do frio noturno, e eu especificamente me terei que proteger do grande escaldão que deixei acontecer nas minhas pernas. Estamos a 25 milhas do porto de Sines.
22 de Agosto, 7h12


A lua nossa companheira de viagem.
A lua levantou-se estremunhada, viu-nos navegando na mesma direção e acelarou o passo como querendo descer a bordo para nos saudar. Infelizmente não chegou a tempo, já ali, dobramos o cabo de Sagres e ela, desanimada pela oportunidade perdida de conhecer tão ilustres marinheiros, lá vai seguindo para seu oeste e nós para o nosso norte.
21 Agosto, 23h05

Ferragudo, Algarve, 21 Agosto, 20h42

domingo, 21 de agosto de 2016

Pocketship



15 pés mas à medida de grandes sonhos...
Transportável, não há plano de água a que não chegue...
Possibilidade de ser construído ou montado em casa, torna-o num caso grave de paixão... e terá motivado porventura muitas desavenças familiares...
Para quem se quiser meter ao caminho: http://www.clcboats.com/pocketship

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

300.000 acessos...


Estamos todos na mesma nau...
Um acréscimo de 100.000 acessos num só ano (atingiram-se 200.000 acessos em Julho de 2015)... é porque a nau é grande e navega com vento de feição!
Uma satisfação enorme, um sentimento dum dever que se cumpre,  pois se a paixão existe e algum engenho de "blogar e postar" se juntou, tal "receita" só teria sentido se a outros também beneficiasse.
Um enorme agradecimento a quem visita este porto,  um enorme agradecimento também a todos os que com os seus sites, blogues, vídeos na cloud partilham as suas histórias e conhecimentos, fornecendo material imenso que nos alimenta.
Um enorme agradecimento aos amigos da vela mais próximos, dos amigos que partilham as mesmas águas e ventos fim de semana após fim de semana, onde se recolhe uma parte importante da energia para tão grande odisseia...
Aos "amigos da vela" doutras paragens, doutros mares e doutros países, um grande obrigado também.
É o nosso blog, é o blog dos amigos da vela e para ser amigo da vela, basta aparecer, aceder, clicar, gostar do mar e da vela.
Tem sido de facto um privilégio fazer este caminho e até agora, os ventos tem sido de feição.
É bom velejar, é bom partilhar.
Viva o mar!
Francisco Alba
https://www.facebook.com/amigosdavela

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Bogavante, Ria de Vigo - Leixões, 8 de Agosto



Primeiro texto e fotos... (aqui)
Agora em vídeo de 5 minutos que tenta reduzir 13 horas de viagem...
Se não fosse assim, a malta dormia...

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Comanche quebrou recorde de travessia do Atlântico num monocasco!



O super-maxi Comanche (100 pés) atravessou as 2800 Nm do Atlântico de Oeste para Este em 5 dias e 14 horas...
Mas afinal...não foi projectado para isso mesmo? Aí está!
Mais informações: aqui

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Bogavante, Ria de Vigo - Leixões, 8 de Agosto

Regresso a casa...
13 horas de viagem, com saída pelas 9h00 de Moaña na Ria de Vigo e chegada a Leixões às 22h00, num total de 72 Nm, com os "patrões" do Bogavante mais representante do Athena a bordo.
Mar com pequena vaga abaixo dos 1,5 metros, vento fraco a maior parte do percurso que obrigou à chamada do vento do porão para se manter uma média mínima de 5 a 5,5 nós, com excepção duma parte a sul de Viana em que o vento entrou a valer... Nesta parte que durou cerca de 1,5 a 2 horas, o vento andou entre os 18 e os 25 nós de noroeste, durante grandes períodos acima dos 21, permitindo à popa folgada e com o pano todo em cima uns "surfs" sucessivos levando a embarcação a pontas acima dos 10 nós... Veio mesmo a calhar este vento, pois permitiu-nos recuperar o tempo perdido antes a largar o spi e a procurar o vento de 10 a 12 nós que a previsão nos tinha prometido...
Como veio, assim se foi..., começando a baixar, a baixar e lá veio outra vez o vento do porão quando já tínhamos a Aguçadoura pelo través. Daí até Leixões o dia caiu e a noite chegou mais cedo por força de um céu carregado de fumo dos incêndios que alastravam todas as serras e montes que se viam na costa desde Caminha. Terrível, terrível mesmo, uma desgraça, sintoma de um país que ainda não conseguiu gerir e proteger devidamente os seus recursos.
A Leixões se chegou já de noite, fresca e húmida, em total contraste com o calor sufocante que se fazia em terra. Um viagem cansativa mas prazenteira, para recordar e repetir.
 
Ria de Vigo, Ilhas Cies ao fundo
 Ilhas Cies
Ria de Baiona
Ilhas Cies
Entrada para Baiona
Rumo a sul, Monte de Stª Tecla ao fundo
Cabo Silheiro para trás
La Guardia
Forte Ínsua na Foz do Rio Minho
Vila Praia de Âncora
Serra de Stª Luzia em Viana do Castelo
Esposende
navegantes, uns para cima outros para baixo...
Arriba Fóssil em Esposende
Torres de Ofir
céu cheio de fumo
Póvoa de Varzim
 Leixões, torres da Petrogal na proa
 nascer e pôr de sol nas nuvens de fumo
Luzes da refinaria em Leça
 Farol de Leça
Entrada em Leixões
 

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Momentos III, pela Ria de Vigo


 
Na marina do Real Clube Nautico de Vigo. Boa localização, a um passo do casco velho, instalações simpáticas, com acesso à piscina, sauna e bar do clube. O difícil é encontrar o marinheiro, mas também não é preciso. Preço aceitável para o local (15€ por noite).
De referir que as marinas em geral na Ria de Vigo não cobram nada por uma paragem técnica, sendo bastante recetivos para uma curta amarração, por exemplo para almoço (atenção Douro Marina…)
Fundeado na praia de Cangas
 Fundeado na baia de Limens. Fundo em areia com algumas rochas
Uma sombrinha à maneira, muito confortável, atenua o sol e é muito arejado.
 Eis que aparece o Txantxiku, saído de Bouzas, para o almoço dos Amigos da Vela...
De braço dado...
No regresso ao Real C Nautico de Vigo, com o Disney no terminal de cruzeiros.
 
A baía de Moaña. Uma base muito conveniente para explorar a ria de Vigo.
Marina muito sossegada, com boas instalações, bom preço (12€ por noite) e a meio caminho para San Adrian no interior, para as praias da Barra ou Limens, ou Vigo. Pela sua posição, a água é cerca de 2º mais quente do que no exterior. Bom para os banhos…
 
Um clássico em mau estado, na associação de velas tradicionais em Moaña. Talvez à espera de um restauro?
Fundeados na praia de Moaña, com vista para a marina
…acompanhados por um RM1200.
Os golfinhos fizeram a sua aparição na baia de Moaña
Navegando por entre as bateiras de marisco a caminho de San Adrian
Já na Marina de San Adrian, pronto para um bom almoço. Mais uma marina que recebe bem. Marinheiro pronto a ajudar a atracar e não cobram nada (atenção Douro Marina...).
O restaurante é bom mas não é barato, mas justo para o serviço.
Bons momentos, Galicia me encanta...
(post: A. Soares)